{Look do Dia} Pink!

Leia mais

Sobre os ciclos da vida

Leia mais

Mix de Coisas Viaja: Tiradentes

Leia mais

13 de mai de 2014

Buenos Aires parte 1


Essa é a série de post mais atrasada da história desse blog! Sorry! Eu nem sei porque isso aconteceu, logo nem desculpas eu tenho para dar, risos!!

Quando comecei a planejar todas as coisas do casamento a lua de mel foi uma das primeiras coisas resolvidas! Combinei com o marido que eu resolveria todas as coisas da cerimônia e ele ficaria por conta da viagem. Acontece que o bonitão (te amo amor!) queria escolher um destino tipo PATAGÔNIA! BARILOCHE! Porém ele esqueceu que estava se casando com a pessoa mais friorenta de todas as galáxias. Daí eu me entrometi no meio e sugeri BAs e ele comprou a ideia. QUE FELIZ!

Esse post é enorme e texto corrido, mas as dicas são preciosas, eu pesquisei em muitos blogs antes de viajar e isso me ajudou absurdamente! Estou torcendo muuuito para que esse guia seja útil para meus leitores viajantes

♥ PRECISA DE VISTO PARA CONHECER A ARGENTINA?


Não precisa não, por fazer parte do Mercosul a entrada de brasileiros na Argentina é liberada, MAS se você não tiver passaporte, é necessário ter um RG com uma foto recente, ou seja, nada de foto com cabelo loiro se na data da viagem você vai estar morena... a foto precisa parecer mesmo você se não vão te barrar antes de entrar na área de embarque. Nenhum outro documento de identificação é aceito (CNH, Carteira de trabalho...), portanto nem adianta pensar em levar alguns deles.


♥ OUTROS DOCUMENTOS

Caso você não tenha passaporte, ao desembarcar em outro país, eles vão te entregar um papelzinho declarando que você é estrangeiro mas tem permissão para estar ali. Esse documento é muito importante caso precise ir à polícia registar alguma ocorrência ou te aconteça alguma coisa que precise provar que não pertence àquele país. Você não pode perder esse papel porque quando você estiver deixando o país vai precisar apresentar para "Polícia Federal" que dão baixa no sistema falando que você já não está mais em terras estrangeiras.

No vôo de ida, eles te entregam um papel para que você possa declarar todos os bens que leva consigo, isso evita que na volta eles te façam pagar impostos sobre sua câmara fotográfica ou computador velhos, alegando que você o trouxe do outro país. Na volta se você tiver comprado alguma coisa, você precisa declarar ainda no aeroporto e pagar os impostos. Aí eles te dão um papel para apresentar aqui no Brasil. No vôo de volta eles vão entregar o mesmo papel da ida, mas agora você não precisa preencher, só quem é Argentino e está indo para o Brasil.


♥ RESERVA DE HOTEL

Reservamos o hotel pelo Booking e não nos arrependemos nem um pouquinho. Tivemos problemas com a mudança de horário do vôo e ficamos morrendo de medo de perder a reserva. Ligamos para eles, que nos atenderam muito bem e resolveram nosso problema sem nenhuma dor de cabeça. Para quem não conhece, o Booking é um site onde você pode escolher e reservar hotéis em qualquer lugar do mundo. Super indico viu?

Nós nos hospedamos no Babel Suites que ficava no bairro San Telmo. Adoramos a localização, ficava em uma rua tranquila e não muito longe da 9 de Julho, que é a avenida principal de Buenos Aires, assim conseguíamos acessar o metrô, e linhas de ônibus facilmente.

O quarto era ENORME! Juro! Tinha cozinha, com armários, um sofá dois lugares, poltrona, cama king size, banheiro giga com uma banheira mara... O café da manhã era simples, mas gostoso e era em uma sacada maravilhosa, amei demais!

♥ PASSAGENS E VÔO

Compramos as passagens pelo Submarino Viagens e fomos pela empresa Aerolineas Argentinas. As passagem ficaram em torno de uns R$1.600,00 para nós dois de ida e volta. Um preço bem justo para viagens internacionais, né? A empresa aérea era a única que fazia o destino BH-BAs sem escalas, por isso foi a escolhida, mas os aviões são pequeninos e desconfortáveis. Como a viagem durou apenas 3 horas, não foi tão difícil suportar, mas se para você o conforto é primordial não vá de Aerolineas. Outro problema que tivemos, foi que a empresa aérea trocou os horários dos vôos da ida e da volta e nem eles, nem a Submarino entraram em contato conosco para nos replanejarmos e devido a esse ato irresponsável nós perdemos dois dias de viagem praticamente! :(

♥ FREE SHOP

Os doi Free Shop's de BH são deploráveis, é de chorar!! O da ida é menos pior que o da volta que é um corredozinho pequenino! O de Buenos Aires quando você chega já desembarca dentro dele e é bem grande, mas o da volta é ainda maior com todas as marcas que imaginar. Os preços eram iguais em todos eles.

♥  QUAL AEROPORTO ESCOLHER?

Aeroparque foi o aeroporto que fiz o embarque e desembarque. Escolhi esse por ser mais próximo da cidade de Buenos Aires, o que diminuía o preço do translado e era só isso que interessava, rs! Talvez os free shop de Ezeiza - o outro aeroporto da cidade- sejam maiores, mas como não fui, não sei falar...

♥ O QUE COMPRAR EM BUENOS AIRES 

Como já falei ali em cima, a Argentina está em crise, então acho que não fui em uma boa época para ter parâmetros de preços, por isso leve isso em consideração caso vá visitar, pois talvez essas dicas já estejam ultrapassadas. Eu também não fui com intenção de comprar coisas então eui não ficava muito atenta isso. Eu visitei apenas a Galeria Pacifico, lá tem grandes marcas e os preços eram super altos. Maquiagem, roupas, acessórios, adornos... tudo caro! Vi vantagem nos preços dos vinhos e só. O resto acho que vale a pena comprar no Free Shop.

♥ PREÇO DE ALIMENTAÇÃO

Véi, na boa! Comer em BAs é apenas muito barato!! A gente comia em bons restaurantes gastando uns 100 pesos! Era ridículo o valor das comidas, MAS como nem tudo são flores os refrigerantes custavam caro demais: 25 FUKING PESOS!

♥ REAL X PESOS E CASAS DE MOEDAS

A Argentina está em crise econômica e por isso nós ficamos ricos sqn- quando chegamos lá! rs! Cada real valia em média 3 pesos argentinos, mas conseguimos fazer o real valer 4 PESOS em Luhan! Isso é uma coisa engraçada, porque eu batia o olho em alguma coisa e levava aquele susto com o preço, depois que lembrava que precisava dividir por 3 para descobrir o peso certo. Os reais são aceitos em vários locais, mas caso prefira a moeda local, as casas de câmbio da rua Cerrito são confiáveis e famosas para a troca. NÃO faça câmbio na rua Florida, lá tem má fama por entregarem notas falsas. No cartão de crédito internacional a conversão é feita para dólares e depois para o real, e depois é cobrado o IOF que é de 6%, por isso não vale muito a pena utilizar.

♥ TÁXI, ÔNIBUS, METRÔ OU A PÉ?

Afinal, qual a melhor forma de se locomover em Buenos Aires? Dica número 1: ARRANJE UM MAPA! Sério, faz muita diferença! Por sorte ganhamos um assim que fizemos check-in no hotel e foi o que mais nos ajudou. Com ele em mãos nos decidíamos se iríamos a um determinado local a pé ou usando um transporte coletivo. Já adianto que reservar um hotel mais perto do centro faz com que você tenha mais facilidade de chegar aos locais andando mesmo. O Subte, nome que os argentinos dão ao metrô, têm várias linhas, custa 4 pesos e te levam a praticamente todos os pontos turísticos. Não usamos ônibus porque não entendemos direito como ele funcionava, parece que ele passa apenas em avenidas principais, em uma linha reta, sem entrar nos bairros como estamos acostumados aqui no Brasil e o mais estranho é que eles só aceitam MOEDAS! Nós nunca tinhámos moedas, e por isso nunca podíamos andar de ônibus, rs! O táxi custava baratinho também, mas não sei expressar o tanto, mas existe um site o VIAJO EN TAXI, que calcula o valor e então você faz as continhas para ver se vale a pena, nós utilizamos o site e os valores batiam, então pode confiar! Fique atento para que o taxi que pegar tenha a plaquinha de RADIOTAXI, pois esses taxis estão associados a uma empresa que administra os grupos de taxistas, esses são confiáveis. Os que não possuem a placa tem fama de devolver dinheiro falso de troco, fica a dica!

♥ TANGO

Confesso que eu achava essa história de Tango uma baranguisse, hahaha! Não gostava de danças, as de salão então eu tinha horror! Mas minha concepção a respeito mudou depois conhecer a Argentina. Fui assitir o tango no Café Tortoni, o mais antigo de BAs, custou 180 pesos a entrada e foi impressionante, lindo demais! Mas depois vimos as fotos de uns brasileiros que encontramos no zoo que foram em uma casa que se chama Señor Tango que tinha até CAVALOS! Eu não sei o preço, mas se vocês forem, vale a pena dar uma olhada, porque esse lugar é sensacional me arrependo muito de não ter dado  bola pro tango antes de viajar CRY. Um  dia eu supero. No Tortoni não tinha banda, não tinha cavalo, não era um grande show, mas era bonito... vou mostrar um pedacinho para vocês:



♥ VALE A PENA COMPRAR PACOTES DE VIAGENS?

Antes de optar por planejar a viagem por nossa conta, olhamos em uma agência de viagem os valores do pacote para BAs 6 noites com translado. Custava o dobro do preço e o hotel que agência ofereceu tinha uma estrela a menos do que reservamos no Booking, ou seja! Só por esse motivo já vale a pena. Para nós os passeios com horários agendados era uma coisa chatinha, porque a gente estava de lua de mel e queríamos tudo do nosso jeitinho, mas se você tem insegurança de ficar sem um guia em outro país talvez o pacote valha a pena para você.

Uau, quanto texto!! Mas juro que essas dicas são valiosas viu?

No próximo post mostro os passeios que fiz e as fotos que tirei. Juro que não demoro, viu?

Xoxo

6 comentários:

  1. Ameeei as dicas! Estou planejando viajar pra lá no fim do ano e as ficas foram ótimas :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei Débora! Aproveiiita demais porque a Argentina é maravilhosa! Tomara que as dicas sejam úteis!

      Excluir
  2. Vc tem passaporte? Como tirar?
    Ah dizem q mesmo viajando dentro do Mercosul tem que ter um papel lá, tem isso mesmo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá !! Para tirar o passaporte você precisa agendar um horario na policia federal na sua cidade e se não me engano o valor é de R$160,00. No parágrafo sobre documentos eu falo sobre esse papel!

      beijim

      Excluir
  3. Adorei esse post. Muito informativo e serve pra qualquer viagem. Adorei =)

    ResponderExcluir
  4. Olá, Malu!!! Adorei as dicas!!! Preciosíssimas!! Vou para lá no período do São joão/copa! (Se não for muito invasivo...) Você pode me falar mais ou menos quanto se gasta lá? Tirando passagem! Contando passeios, refeições e hospedagem. Por favor?! Ahh! Não achei seu outro post! Você já o fez? Tem looks do dia de lá? hihihi. Quero inspirações para o clima! Quando você foi já tava esfriando, né?! Agradeço desde já! E parabéns sempre. Pelo blog e pelo post! A-May! risos =*

    ResponderExcluir